Editais/Credenciamento

Eixos de Ação

Para Servidores

  • PROTOCOLO

Notícias

20/04/2018

Saúde renova convênio com Cosems do Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde reuniu nesta quinta-feira (19), o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems-PR) e os conselhos regionais quando reafirmou a parceria com os municípios. No encontro, realizado no prédio central da secretaria, em Curitiba, foi assinado o novo convênio com a entidade.

O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, reforçou o compromisso do Governo com toda a rede de apoiadores e gestores dos Conselhos Regionais e Municipais. “Estamos à disposição do Cosems. Vamos trabalhar em conjunto para identificar melhorias e dificuldades dos municípios.

É o Estado quem desempenha papel interfederativo de apoio, tanto no âmbito financeiro quanto na gestão de execução das ações de serviço em Saúde em prol do cidadão”, explica. O convênio entre o Estado e o Conselho tem a finalidade de repasse de recursos para aprimoramento de gestão e desenvolvimento de ações regionais e municipais de fortalecimento em Saúde.

O primeiro contrato assinado destina R$ 1,2 milhão para a articulação dos projetos e ações. A presidente do Cosems-PR, Cristiane Martins Pantaleão, comentou sobre a importância do convênio para manutenção e continuidade dos bons resultados. “A assinatura garante a segurança do nosso trabalho em toda esta gestão.

É muito satisfatório fazer parte de um governo que ouve os municípios, que escuta nossa voz. Não vamos deixar essa gestão municipalista acabar, pois quem sai ganhando é toda população do Paraná”, comemora. Em complemento à fala de Cristiane, o vice-presidente do Cosems-PR, Mauro Sérgio de Araújo, aponta os esforços intersetoriais para assertividade das ações em Saúde. “Somos todos protagonistas.

É muito bom perceber que todos os nossos esforços confluíram para esse momento e garantem a nossa trajetória em busca de um bem comum. A liderança da Secretaria mostra todo apoio e ajuda para fazermos o nosso melhor no fortalecimento da Rede de Saúde”, finaliza.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.